Roteiro em Ilha Grande: O que fazer em 4 ou 5 dias

Pra quem ama praia, Ilha Grande, em Angra dos Reis, no Rio, é um dos destinos imperdíveis. São praias lindas e, muitas vezes, paradisíacas. Impossível não se apaixonar. Mas não adianta ir correndo pra lá. É preciso ter calma e planejamento. Para ajudar na organização da sua viagem, a gente dá uma sugestão de roteiro em Ilha Grande para quem tem 4 ou 4 dias por lá.

ROTEIRO EM ILHA GRANDE

Antes de sugerir o nosso roteiro em Ilha Grande, vale uma dica: tente não fazer a viagem com tempo muito apertado. Como o clima pode mudar de forma muito rápida e alguns tours podem ser cancelados, corre o risco de você não conseguir fazer alguns passeios de barco. Portanto, sempre é bom deixar uns dias a mais como reserva.

Praia do Aventureiro (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Praia do Aventureiro (Foto: Esse Mundo é Nosso)

| DIA 1 DO ROTEIRO EM ILHA GRANDE

Se você chegar em Ilha Grande à noite, comece seu roteiro no dia seguinte pelo nosso dia “dia 2” e durante a viagem inclua o “dia 1”.

CHEGADA EM ILHA GRANDE

O ideal é chegar o quanto antes em Ilha Grande. Do Rio de Janeiro até Conceição de Jacareí, de onde parte a maioria dos barcos, demora cerca de 2h de carro.

De lá os barcos saem em diversos horários. Os mais lentos demoram cerca de 45 minutos e os mais rápidos fazem o trajeto em 20 minutos.

Outra forma é ir até Angra dos Reis, mas os barcos de lá demoram 1h30 e saem em poucos horários!

Então tente se programar para chegar o mais cedo possível.

ONDE FICAR EM ILHA GRANDE

A nossa dica é ficar hospedado na Vila do Abraão, já que lá está a maior estrutura da ilha com restaurantes e pousadas e é de onde saem os passeios também.

Nós ficamos hospedados na Pousada Caúca, que é simples, mas confortável e bem localizada (veja o valor das diárias com descontos).

Pousada Caúca (Foto: Divulgação)
Pousada Caúca (Foto: Divulgação)

A região é cheia de hotéis e pousadas para todos os gostos e bolsos. A gente fez um post bem completo falando das principais.

PRAIAS MAIS PRÓXIMAS

A maioria dos passeios em Ilha Grande sai até às 10h da manhã. Então, provavelmente, no primeiro dia você não conseguirá fazer nenhum. Portanto, aproveite para passear pelas praias mais próximas.

Uma delas é a Lopes Mendes, uma das praias mais famosas da região. Até dá para ir a pé, mas demora cerca de 3h. A dica é ir de barco até a Praia do Pouso e de lá fazer uma pequena trilha de 30 minutos. É só se informar sobre os táxis boats ou conversar com algum barqueiro para levar e buscar. Tem saídas em vários horários.

Roteiro em Ilha Grande (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Praia do Abraãozinho (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Se preferir, dá para ficar nas praias mais próximas da Vila do Abraão. A principal tem o mesmo nome da vila e é de onde saem os passeios. Lá há bastante estrutura de bares e restaurantes.

Tem também as Praia do Canto, Praia da Júlia, Praia da Bica, Praia da Crena, Praia do Abraãozinho e Praia Preta. Fizemos um post bem completo falando das principais praias da Vila do Abraão.

À noite, aproveite para jantar em alguns do restaurantes da ilha (selecionamos alguns em um post).

Restaurante Lua e Mar (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Restaurante Lua e Mar (Foto: Esse Mundo é Nosso)

+ Quando ir pra lá: Melhor época
+ Passeios: Dicas pra escolher os melhores
+ Onde ficar: Nossas sugestões de pousadas

| DIA 2 DO ROTEIRO EM ILHA GRANDE

Antes de começar o segundo dia, vale explicar um basicão sobre os passeios de lancha em Ilha Grande. Eles geralmente acontecem com no máximo 17 pessoas. As empresas costumam fornecer gelo (então dá para levar bebida). É sempre bom levar um lancinho também porque dependendo da época do ano não há nenhuma estrutura nas praias. Além disso, em alguns passeios, a parada pro almoço é só no final.

Roteiro em Ilha Grande (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Vila do Abraão (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Outra coisa, o ideal é sempre na noite anterior tentar marcar o passeio em alguma agência. A gente fez com LIG (Lanchas Ilha Grande), mas é bem fácil de achar as agências, pesquisar e decidir com qual fazer. Caso você reserve o tour e não possa fazer ou o tempo esteja ruim, eles devolvem o dinheiro ou deixam remarcar para depois.

No nosso roteiro em Ilha Grande, falamos de passeios de lancha, mas é possível fazer também passeios de escuna ou trilhas. No post que a gente fez sobre os principais passeios falamos de cada um deles. Além disso, pra quem preferir, é possível fazer muitas trilhas também (vamos mais falar mais disso no final do post).

Ahh!! Talvez você tenha ficado curioso para saber a razão de eu ter falado para quem fosse chegar à noite, começar o roteiro em Ilha Grande pelo nosso “Dia 2”, vou explicar agora o motivo:

VOLTA À ILHA

Embora este seja o principal passeio em Ilha Grande, muitas vezes ele é cancelado. Isso porque com a mudança do clima e das condições do mar, os barcos nem sempre conseguem chegar até as praias.

Roteiro em Ilha Grande (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Caxadaço (Foto: Esse Mundo é Nosso)

E isso não é um exagero! Quando estivemos por lá, fizemos o passeio numa segunda-feira. Ele foi cancelado na terça e ficou sem acontecer até o sábado. Imagina se tivéssemos deixado pra depois? Por isso, a dica é sempre essa: faça o passeio de Volta à Ilha o quanto antes.

A gente conheceu algumas pessoas que já tinham ido várias vezes pra Ilha Grande e que nunca tinham conseguido fazer o passeio.

Roteiro em Ilha Grande (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Praia do Aventureiro (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Mas vamos falar rapidamente sobre o tour. Ele costuma sair às 9h30 e volta às 17h. Cada parada dura cerca de 1h. Ele passa por Caxadaço, Parnaióca, Aventureiro, a famosa praia com o conqueiro deitado, e Meros. O almoço, já no final, foi, no nosso caso, em Maguariquessaba. Depois, ainda passamos pela Lagoa Azul e vimos um pôr do sol incrível no mar. Valeu muito a pena ter feito esse passeio.

Roteiro em Ilha Grande (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Pôr do sol em Ilha Grande (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Aliás, a gente fez um post bem completo contando a nossa experiência no passeio de Volta à Ilha.

FINAL DE TARDE

Antes do jantar, vale a pena ir em algum bar na praia da praia. Nossa sugestão é o Pé na Areia (End.: Rua da Praia, s/n – Vila do Abraão), que abre neste horário e costuma ter boas promoções.

Pé na Areia na Vila do Abraão (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Pé na Areia (Foto: Esse Mundo é Nosso)

A NOITE EM ILHA GRANDE

A noite em Ilha Grande não é tão animada dependendo da época do ano, mas sempre dá para ir em algum bar na beira da praia, como o Pé na Areia, que já citamos, ou dá para jantar em algum restaurante legal, como o Las Sorrentinas (End.: Rua Getúlio Vargas, 638 – Vila do Abraão), Lua e Mar (End.: Praia do Canto – Vila do Abraão), Dom Mário (End.: Travessa Bouganville – Vila do Abraão), Adega Farol dos Castelhanos (End.: Rua Alice Kuri, 94 – Vila do Abraão) e The Secret Gourmet.

A gente fez um bom bem completo com todas as dicas de restaurantes.

Aliás, pra noite, a nossa sugestão é sempre essa mesmo: ir em algum bar da praia no final de tarde e comer em algum restaurante. Até porque a graça de Ilha Grande está em aproveitar bem o dia.

+ Quando ir: A melhor época pra curtir o destino
+ O que fazer por lá: Melhores atrações
+ Onde ficar: Nossas sugestões de pousadas

| DIA 3

ILHAS PARADISÍACAS

O terceiro dia do nosso roteiro em Ilha Grande é pelas Ilhas Paradisíacas. Este é mais um passeio imperdível que tem por lá.

Roteiro em Ilha Grande: Praia de Cataguases (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Praia de Cataguases (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Na verdade, este tour, que sai às 10h30 da Vila do Abraão e volta às 16h30, passa por praias de Angra dos Reis.

Cataguases, Ilhas Botinas, Praia da Piedade e Praia do Dentista são as paradas mais comuns deste tour. Cada uma delas dura cerca de 1h. Não deixe de ver o post que fizemos contando como foi a nossa experiência no tour.

Praia do Dentista (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Praia do Dentista (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Dizem, inclusive, que a Praia do Dentista é uma das mais bonitas da região. Nós somos suspeitos porque achamos as 4 paradas lindas.

NOITE EM ILHA GRANDE

Assim, como no dia anterior, a dica é ir para algum bar da praia e depois jantar em um restaurante. A noite em Ilha Grande não é das mais agitadas. Para ver nossas sugestões é só dar uma lida no post que fizemos com dicas de onde comer e beber por lá.

| DIA 4

MEIA VOLTA

Nosso roteiro em Ilha Grande continua com o tour de Meia Volta. Quando li o nome, achei que não fosse precisar fechar este passeio, já que eu havia feito o Volta à Ilha, mas só o nome tem relação, os passeios são totalmente diferentes.

Lagoa Azul (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Lagoa Azul (Foto: Esse Mundo é Nosso)

O tour de Meia Volta, que também é feito em lanchas rápidas, é mais focado em paradas para mergulhos. Ele passa pela Lagoa Verde, Lagoa Azul, Saco do Céu/Praia do Amor e Praia da Feiticeira. As duas lagoas são ótimas para quem gosta de mergulhar.

Este passeio sai da Vila do Abraão às 10h30 e retorna às 16h30.

NOITE EM ILHA GRANDE OU VOLTA PARA O RIO

Se você foi passar apenas um feriado, provavelmente, você irá embora pro Rio ainda nesta noite. Então, fique atento com os horários dos barcos para não perder o seu retorno.

Caso, você tenha mais um dia na ilha, aproveite para comer e beber em algum lugar e veja as nossas dicas do que fazer no quinto dia do nosso roteiro em Ilha Grande.

+ Onde comer: Dicas de restaurantes
+ Passeios: Selecionamos os melhores
+ Onde ficar: Sugestões de hotéis

| DIA 5 DO ROTEIRO EM ILHA GRANDE

Este é o último dia do nosso roteiro em Ilha Grande. Dependendo da hora do seu barco, dá para fazer alguma trilha ou pelo menos curtir as praias mais próximas, como as da Vila do Abraão ou até mesmo Lopes Mendes.

TRILHAS

Pra quem curte trilha, Ilha Grande é um ótimo destino. São diversas trilhas que vão para todos os cantos da ilha. Tem trilhas mais curtas, como a que vai de Pouso a Lopes Mendes (cerca de 30 minutos) e as mais longas, como a que sobe ao Pico do Papagaio e também a que vai de Dois Rios a Parnaioca (3h30). No total, são 18 trilhas:

T1: Circuito do Abraão (1700m/1900m): De 1h a 1h30
T2: Aqueduto – Saco do Céu (5800m/6000m): De 3h a 3h30
T3: Saco do Céu – Freguesia de Santana (3800m/4000m): De 2h a 2h30
T4: Freguesia de Santana – Bananal (2700m/3000m): De 1h a 1h30
T5: Bananal – Sítio Forte (4900m/5000m): De 2h30 a 3h
T6: Sítio Forte – Praia Grande de Araçatiba (6000m/6200/): De 3h a 3h30
T7: Praia Grande de Araçatiba – Gruta do Acaiá (5200m/5400m): De 3h a 3h30
T8: Praia Grande de Araçatiba – Provetá (4500m/4700m): De 2h30 a 3h
T9: Provetá – Aventureiro (3500m/3700m) – De 2h30 a 3h
T10: Abraão – Mangues/Pouso (5800m/6000m) – De 2h30 a 3h
T11: Mangues/Pouso – Lopes Mendes (1000m/1200m) – De 30 minutos a 1h
T12: Magues/Pouso – Farol dos Castelhanos (5800m/6000m) – De 3h a 3h30
T13: Abraão – Pico do Papagaio (5700m/5900m) – De 3h a 3h30
T14: Abraão – Dois Rios (6800m a 7000m) – De 2h30 a 3h
T15: Dois Rio – Caxadaço (4100m a 4300m) – De 2h a 2h30
T16: Dois Rios – Paranaioca (7600m a 7800m) – De 3h a 3h30

| OUTROS ROTEIROS

Vale lembrar que são muitos passeios em Ilha Grande além destes que falamos. Nós sugerimos os de lancha porque são mais confortáveis e vão para lugares mais distantes, mas há também passeios de escunas, flexboats, além das trilhas. Então, dá sim para substituir todo o roteiro com outras atrações, mas, na nossa opinião, pra quem vai pela primeira vez este é o melhor roteiro em Ilha Grande.

Roteiro em Ilha Grande (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Praia do Abraãozinho (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Mesmo de lancha, há outras opções, como o Super Sul. Dê uma olhada no nosso post com as dicas dos principais passeios.

Se estiver com dúvidas sobre o que fazer, dê uma lida também no outro post que fiemos porque está bem completo.

Tem alguma pergunta sobre o nosso roteiro em Ilha Grande? Deixe nos comentários!

+ Veja todas as nossas dicas do destino
+ Nossas dicas de onde se hospedar com desconto
+ Saiba o que fazer por lá
+ Quando ir: Melhor época para curtir
+ Passeios: Selecionamos os melhores
+ Onde comer: Dicas de restaurantes
+ Melhores praias da Vila do Abraão

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Adolfo Nomelini

Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há 8 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo "jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *