Passeio de barco na Ilha da Madeira: Como ver golfinhos e baleias

Quando fomos fazer o passeio de barco na Ilha da Madeira uma coisa me deixou muito animado: o dono da agência nos contou que ele costuma falar pra todos os clientes que se eles não avistarem nenhum animal marítimo durante o tour, ele dará outro passeio em troca.

Confesso que eu não costumo ter muita sorte nessas situações. Sabe aquele papo de que em 99% das vezes as pessoas veem uma espécie rara de peixe durante o passeio? Então, muitas vezes faço parte daquele 1% rsrs. Por isso, quando ele me falou isso, fiquei bem animado.

Passeio de barco na Ilha da Madeira (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Dito tudo isso, vou contar a minha experiência durante o passeio de barco na Ilha da Madeira.

PASSEIO DE BARCO NA ILHA DA MADEIRA

Fiz dois tipos de passeios de barco na Ilha da Madeira. O primeiro foi em uma lancha privada com comida e bebida e o segundo foi num barco normal.

Passeio de barco na Ilha da Madeira (Foto: Esse Mundo é Nosso)

O passeio de lancha privada é legal em épocas quentes para quem quer nadar e aproveitar o mar, mas não é permitido chegar até as áreas em que os animais costumam ficar. Portanto, não é um tour para quem quer ver baleias e golfinhos.

+ Encontre seu hotel na região com descontos

Já o nosso segundo passeio de barco na Ilha da Madeira foi feito num barco normal. Uma bióloga nos acompanhou durante todo o percurso. Falou sobre as espécies marítimas mais encontradas na região e contou também sobre a biologia do local.

Passeio de barco na Ilha da Madeira (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Durante o passeio, o piloto recebe informações dos locais em que os golfinhos e as baleias estão naquele momento, já que na Ilha da Madeira há algumas pessoas que ficam o dia todo avistando os animais. Portanto, não existe uma regra sobre o trajeto que faremos durante o passeio nem quais animais conseguiremos ver.

DESCONTO NO SEGURO OBRIGATÓRIO NA EUROPA
Brasileiros são obrigados a contratar um seguro viagem na maioria dos países da Europa. Além de poder ser exigido na imigração, com ele você viaja tranquilo em caso de imprevistos de saúde, atrasos ou cancelamentos de voos. O Rafa já fraturou a coluna no exterior e precisou ser transferido de helicóptero. Já imaginou quanto custaria se ele não tivesse seguro? Sugerimos que você faça a cotação no site da Seguros Promo, que é um buscador para encontrar o melhor preço. Use o cupom ESSEMUNDOENOSSO5 e ganhe 5% de desconto, que pode chegar a 10% se você pagar no boleto.

Isso, aliás, é um ponto bem positivo da ilha. Existe uma preocupação bem séria em relação aos animais e algumas regras precisam ser seguidas. Primeiro, vimos muitos golfinhos. Muitos mesmo. Eles ficaram ao redor do nosso barco e depois avistamos de longe também. Só que o barco tem um tempo limite para permanecer naquele local. Depois, é preciso sair de lá.

Passeio de barco na Ilha da Madeira (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Durante o trajeto, a bióloga mostra imagens dos animais e explica exatamente qual espécie conseguimos ver.

O passeio de barco na Ilha da Madeira continuou depois que o nosso piloto recebeu a informação de que haviam visto algumas baleias em uma outra região. Ele nos avisou que iríamos até lá. Para a nossa surpresa, chegamos e conseguimos ver as baleias de pertinho. Foi muito emocionante. Aliás, vimos baleias da espécie baleia-piloto.

Fizemos o passeio de barco na Ilha da Madeira com a empresa Rota dos Cetáceos.

Passeio de barco na Ilha da Madeira (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Ficou com alguma dúvida sobre o passeio de barco na Ilha da Madeira? Deixe nos comentários!

+ Encontre seu hotel na região com desconto

+ Veja nossas dicas do destino
+ O que fazer por lá: dicas e atrações

+ Principais dúvidas sobre o destino

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Adolfo Nomelini

Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há 8 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo "jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *